quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Historia de um amigo

Oieeeee ^^ 

Td bem amiguinhos tava com saudades, hj  vou postar uma historia que me mandaram faz algum tempo mas como eu tava sem net não consegui mandar. Obrigada pela paciência ^^


A história que vou contar aconteceu comigo há muito tempo, eu tinha uns 8 anos.
Tudo aconteceu quando fui passar o fim de semana na casa de uma vizinha, muito amiga da minha mãe.
Até anos 80 tudo era distante, nem se compara com a vida que temos hoje.
Minha mãe precisou fazer uma viagem as pressas para visitar uma amiga querida que tinha dado a luz, sabia que seria um final de semana perdido resolvi ficar...como ainda era pequeno, dona Vera, uma vizinha que morava  em rua duas quadras da minha da casa, se ofereceu pra ficar comigo, aceitei na hora porque ela tinha um bazar, e eu adorava ficar por lá conversando com as filhas dela, as gêmeas Bruna e Priscila...deviam ter uns 11 ou 12 anos!
A tarde de sexta feira chegou, minha mãe foi visitar a amiga e eu fui para a casa da dona Vera.
Era uma casa bem grande por sinal, com dois salões na parte de baixo, que seriam a garagem, mas funcionavam um lado o bazar do outro um salão de beleza da dona Virna, irmã da dona Vera!
Logo que cheguei dona Vera me pediu pra subir para a casa.
As gêmeas estavam me esperando para assistir Tv em uma sala enorme.
Ficamos deitados em calções, cada um com o seu é lógico...assistindo filmes (era época que as video locadoras bombavam) até a noite, acabei pegando no sono.
Quando acordei já era noite, meio perdido pelo sono, mal sabia onde estava...até que a ficha caiu, pra minha vergonha tinha feito xixi, molhei tudo roupa e calção!
As gêmeas vendo a minha situação começaram a rir, sentia muita vergonha, mas mal podia imaginar o que ainda iria acontecer!
Priscila com um olhar de piedade vira pra mim e diz...
_E agora, olha só o que vc fez, ñ dá p/ ficar assim, vai já se lavar que eu vou recolher o lençol e arrumar outro calção pra vc dormir!
Voltei do banheiro enrolado em uma toalha, sem saber o que fazer e como iria dormir.
Bruna pergunta se eu me importava de dormir pelado, nesse momento a Priscila retruca...
_Pelado ele ñ pode ficar, já pensou se a mamãe entra aqui e vê ele pelado com a gente?
_Ñ tinha pensado nisso Pri! responde Bruna
_Sossega Bru, tive uma ideia, o nosso menino mijão ñ vai dormir pelado! diz Priscila.
Fico parado em um canto do quarto, pensando o que estava preparando pra mim.
Minutos depois, Priscila chega no quarto com uma sacola, que eu sequer imaginava o que tinha dentro.
Bruna olha dentro da sacola, faz cara de surpresa e pergunta...
_Vc vai vestir isso nele?
_Eu ñ, nós vamos colocar o nosso nenê pra dormir vestido a carater!diz Priscila.
Quando vi o que estava dentro da sacola, retruquei...
_Com isso eu ñ durmo!
Nesse momento, Priscila me ameaça...
_Tudo bem, deixa eu ver...hoje é sexta, segunda feira vai ser um dia agitado, todos na escola vão saber que temos um mijão por lá.
_Pri, ñ assusta o garoto, foi apenas um xixi!diz Bruna.
_Ñ estou assustado, apenas com vergonha!digo logo em seguida
_Garoto então vamos lá...é só deitar e deixar com a gente!diz Priscila
Sem ter o que fazer, deitei...imagina a cena!
Pelado e deitado, na frente de duas meninas, jamais tinha passado tanta vergonha na vida!
_Ok...é assim que eu gosto!diz Priscila.
_Bru...ergue as pernas dele pra eu por a fralda por baixo!diz Priscila
Eu deitado de barriga pra cima, vendo uma menina erguendo as minhas pernas, nesse momento Priscila coloca a fralda por baixo, teve a paciência de jogar talco prender com alfinetes!
_Meu Deus, que veronha!pensei...
Já estava levantando, quando a Priscila coloca a mão no meu peito e diz...
_Calma nenê, ainda ñ colocamos a calça plástica!
_Pri, ele é muito grande pra usar calça plástica de nenê!diz Bruna.
_Bru, semana passada uma vendedora esteve no bazar oferecendo calças plásticas para doentes que ñ conseguem sair da cama, vai servir direitinho para o nosso nenê!diz Priscila.
Ñ deu outra, nesse momento Bruna ergue novamente minhas pernas e Priscila desliza a calça plástica por cima da fralda!
_Prontinho nenê, dá uma voltinha pra tias ver como ficou!diz Priscila.
Levantei e fiquei em um canto do quarto, morrendo de vergonha...muita vergonha!
Enquanto isso, as meninas ñ paravam de rir!
_Vem cá nenê...ñ precisa ficar com vergonha!diz Priscila
_Vamos voltar pra sala, ñ quer mais assistir filmes?diz Bruna
_Ñ quero, prefiro ficar aqui! disse sem olhar na cara delas.
_Tudo bem, a gente entende, afinal são quase nove horas da noite, hora de nenê estar dormindo!diz Priscila.
Nesse momento, vejo a Bruna arrumando o meu colção!
_Ai está, pode vir nenê, ñ é o melhor berço do mundo, mas dá para dormir!diz Bruna
Deitei no colção e me cobri, rezando para o sono chegar logo e a noite passar.
Pensei...amanhã será um novo dia!
_Bru, vamos pra sala, deixa o nenê dormindo!diz Priscila.
Realmente a noite passou rápido, pque sempre tive o sono pesado.
De manhã acordei mais cedo que as minhas amigas "babás"!
Fiquei pensando, como vou sair dessa?!
Pra piorar estou como vontade de fazer xixi...na fralda ñ posso fazer de jeito nenhum, pque a gozação vai ser maior ainda!
Vou levantar de mansinho para ir no banheiro, ñ quero acordar ninguém, pensei comigo mesmo!
Abri a porta e avistei a porta do banheiro do outro lado do corredor!
Terei que passar pela casa toda vestido assim!murmurei comigo mesmo.
Quando já estava chegando na porta do banheiro, esticando os braços para virar a maçaneta, dou de cara com a dona Vera!
_Menino...o que é isso, sua mãe ñ tinha me dito que ainda usava fraldas!diz dona Vera.
_Dona Vera, eu me molhei ontem vendo Tv...as meninas resolveram me vestir assim!Digo sem saber onde enfiar a cara.
_Nesse caso vamos acordar as "belas adormecidas" para explicar isso direito!diz dona Vera.
_Priscila e Bruna...acordem, já é dia, precisamos ter uma conversa!diz dona Vera.
_Que negócio é esse de por fraldas no amigo de vcs?Pergunta dona Vera.
_Mãe, veja bem...ontem estavamos vendo Tv quando ele dormiu e acordou todo mijado!diz Priscila.
_Ele ñ podia dormir pelado, como é menino ñ iria vestir nossas roupas certo?diz Bruna.
_Tudo bem, mas já que foi até o bazar para pegar a calça plástica, pque ñ optou por uma cuequinha, tem várias por lá?diz dona Vera
_Mãe, eu até pensei nisso, mas se ele molha tudo de novo, foi ai que tive a ideia de vestir a fralda nele!diz Priscila.
_Está bem, onde está o lençol que ele molhou?diz dona Vera.
_Está em um balde, dentro do banheiro, tem tudo ali...lençol, fronha e a roupa dele!diz Bruna.
Pra minha surpresa dona Vera agiu com naturalidade, apenas respondeu...
_Tudo bem, sendo assim ele fica de fralda até a roupa dele secar!diz dona Vera.
_Caso explicado, agora vamos levantando, pque já é dia, primeiro um belo banho depois todos na cozinha pra tomar café!diz dona Vera.
_Ok mãe...já vamos!diz Priscila.
_Ei nenê, quer ser o primeiro a tomar banho?diz Bruna.
Como já estava com o bexiga estourando de vontade de fazer xixi, balancei a cabeça que sim!
_Ótimo então vem aqui pra titia tirar as fraldas do nenê!diz Priscila
_Ñ precisa, eu me viro sozinho!digo meio sem graça.
_Nada disso, pode deitar ai!diz Priscila.
Sem saída, deitei e deixei ela me livrar das fraldas!
Pronto nenê, vai tomar o seu banho!diz Priscila.
Sai correndo enrolado em uma toalha direto para o banheiro.
Durante o banho fiquei pensando na noite louca que tinha passado, parecia um sonho!
Sai do banheiro e voltei para o quarto, pra minha surpresa a fralda já estava estendida na cama.
Vamos lá nenê, de volta pra fralda!diz Priscila.
_Espera ai, já é dia...ñ preciso vestir fralda de novo.
_Precisa sim nenê, sua roupa de baixo está molhada, lembra que a mamãe disse?diz Bruna
_Fica de fralda até a roupa molhada secar!diz Priscila.
_Vamos nenê, ñ temos o dia todo, deita ai!diz Bruna.
Ñ vendo outro jeito deitei.
_Isso nenê, vamos ao que tem que ser feito!diz Priscila
_Bru...ergue as pernas dele!diz Priscila
_Pode deixar Pri!diz Bruna
Pensei...de volta as fraldas de novo!
_Prontinho nenê, está limpo e sequinho!diz Priscila
Nesse momento dona Vera entra no quarto com uma bermuda na mão.
_Trouxe esse bermnuda, ñ pode ficar andando pela casa só de fralda né!diz dona Vera.
_Isso mãe, a bermuda vai por cima da fralda, ninguém vai perceber que ele usa uma!diz Bruna.
Enquanto vestia a bermuda, eu ficava olhando no espelho pra ver se parecia alguma coisa, Bruna e Priscila foram tomar banho.
Logo em seguida fomos até a cozinha tomar café, quando dona Vera diz que está tudo quase pronto, só falta o pão!
_Meninas pque vcs ñ vão até a padaria pra comprar o pão, o dinheiro está em cima da mesa! diz dona Vera.
_Ok mãe, vamos Bru...ei vc ñ vai com a gente? diz Priscila olhando pra mim.
_Ñ prefiro ficar!digo sem graça.
_Nada disso, pode vir, anda!diz Priscila.
_Pri...deixa ele!diz Bruna
_Que nada, ele deve estar com vergonha de sair pque está de fralda, deixa de ser bobo garoto, ñ dá pra perceber...a ñ ser que a gente conte, mas isso a gente ñ vai fazer!diz Priscila
_Então vamos deixar de papo e ir atrás do pão, pque daqui a pouco vou abrir o bazar!diz dona Vera.
Morrendo de vergonha fomos comprar os benditos pãezinhos, eu rezando pra ñ encontrar ninguém conhecido no caminho.
Na ida tudo bem, mas na volta encontramos umas amigas das gêmeas que ñ paravam de falar...demorou uns cinco minutos o papo furado, mas pareciam horas pra mim!
Chegando em casa, tomamos o café, e depois fomos para o bazar que ficava aberto até a uma hora da tarde aos sábados pque a dona Vera, ajudava a irmã dona Virna no salão de beleza ao lado o resto da tarde.
_Mãe...a mãe da Paula perguntou se podemos ir ao shopping com elas hoje a tarde!diz Bruna.
_Tudo bem, depois do almoço vcs lavam a louça e estão livres!diz dona Vera.
_Vc quer ir no shopping com a gente?diz Priscila olhando pra mim.
_Ñ vou ñ, prefiro ficar por aqui!digo com a mais absoluta de certeza de ñ querer sair vestido desse jeito.
_Tudo bem, na parte da tarde vc fica comigo no salão de beleza!diz dona Vera.
A manhã passou, e chegou a hora do almoço.
Eu estava explodindo de vontade de ir ao banheiro, mas ao mesmo tempo tinha medo de dizer pra meninas, até que ñ teve outro jeito.
_Priscila, eu tenho que ir no banheiro!digo sem olhar pra cara dela.
_Está bem, vamos tirar essa fralda!diz Priscila
__Que alivio!pensei
Quando estava indo ao banheiro a Priscila avisa...
_Se for fazer o serviço completo, aproveita e toma uma ducha rápida tá!
Dito e feito, depois da ducha rápida voltei para o quarto.
_Vamos lá, sem manha, deita ai, vamos por essa fralda, que daqui a pouco minhas amigas estarão por aqui pra gente sair!diz Priscila.
Deitei, sem vergonha, sem constrangimento, apenas uma sensação enorme de proteção e carinho.
_Prontinho, agora vai para o salão que a minha mãe deve estar esperando por vc!diz Bruna.
Pela primeira vez queria ficar mais tempo com as gêmeas...mesmo me sentindo humilhado.
Fui para o Salão de Beleza, e fiquei por lá ouvido muita fofoca e risada...até que ñ foi tão ruim.
Uma amiga da dona Vera, ainda perguntou...
_Quem é o garoto Vera, ñ me diga que adotou um menino desse tamanho?!
Logo em seguida, emendou...
_Já sei, adotou um menino grande, pra ficar livre de preparar mamadeiras e trocar fraldas!
Nesse momento, o salão inteiro caiu na gargalhada.
Seria gozado pra mim tb, se eu ñ esteve usando uma fralda...corei na hora.
Nesse momento dona Vera responde...
_Que nada, ñ tenho medo de trabalho, além do mais tenho duas filhas que com certeza me ajudariam se precisasse preparar mamadeiras e trocar fraldas.
Já passava das cinco horas da tarde, e eu ali vendo aquele entra e sai de mulheres....
Papo de novelas, vizinhas, receitas de bolo e até mesmo muita fumaça de cigarros, como mulher fuma quando falam uma das outras.
Até que ñ aguentei...fui até a dona Vera, chamei de canto pra me ajudar.
_Dona Vera...por favor, preciso ir ao banheiro!digo constrangido
_O banheiro do salão fica  ali, vire a direita tem uma porta abra e ligue a luz a sua esquerda!diz dona Vera.
_Ñ posso!digo bem baixinho
_Pque ñ? diz dona Vera.
_Bem é que, preciso falar algo pra senhora!respondo rápido
_Está bem, vamos lá que eu te levo, ñ tem perigo, ñ sei do que tem medo!diz dona Vera
Chegando no banheiro, eu falo pra dona Vera...
_Dona Vera, eu preciso me livrar da fralda!
_Ñ acredito que ainda está de fralda, ficou o dia inteiro com ela!diz dona Vera com cara de pouco amigos.
_Falei pra meninas que suas roupas estavam sequinhas em cima da cama desde a hora do almoço, que antes de sair para o shopping era tirar sua fralda, pque já ñ precisava mais dela.
_Vamos subir pra casa, ñ vou tirar a sua fralda aqui.diz Dona Vera.
Eu obedeci, é lógico.
Mas no caminho fiquei pensando...
_Como seria bom, ter duas irmãs pra cuidar de mim, além de uma mãe carinhosa como a dona Vera, ñ que a minha ñ fosse, mas ñ tratava como o nenê da familia.
Chegamos no andar de cima dona Vera pediu que eu me deitasse, pque assim é mais facil de tirar a fralda.
_Pronto, primeiro a calça plática, agora os alfinetes com cuidado pra ñ me espetar, ou espetar vc! dona Vera ia narrando cada movimento.
Livre da fralda fui ao banheiro, e na volta minha cueca estava em cima da cama me esperando.
Pensei...bem que ela poderia por a fralda de volta!
No fundo eu queria ser apenas trocado, e voltar para o salão com a fralda.
Fiquei imaginando aquele monte de mulheres vendo a dona Vera trocando a minha fralda em uma mesa qualquer do salão, como se eu fosse um nenê dela!
Logo em seguida voltei a realidade quando dona Vera, pediu pra eu ficar vendo Tv na sala, que logo voltaria.
Uns quarenta minutos depois ela fecha o salão e sobe pra fazer um lanche pra gente comer.
Eu comendo o lanche, morrendo de vontade de pedir pra ela colocar a fralda de novo em mim de novo!
Pouco tempo depois minha mãe foi me buscar, agradeceu a dona Vera, e ainda perguntou se dei trabalho.
Dona Vera disse que eu era comportado, que tinha até ajudado no bazar e no salão.
Fiquei pensando, será que ela ñ vai dizer nada pra a minha mãe sobre a fralda?
Dias se passaram e eu fiquei com vergonha de ir no bazar!
Era um misto de vergonha e medo de alguém tocar no assunto.
Ninguém jamais disse uma palavra do que tinha acontecido naqueles dois dias.
Nem a dona Vera, muito menos as gêmeas.
Só sei que foi bom demais!
Meses depois dona Vera e as meninas mudam para Santa Catarina, terra natal da familia.
Mas eu jamais esqueci do que aconteceu naquele final de semana!

(*)Por razões óbvias, mudei o nomes das pessoas envolvidas!
Espero que tenham gostado!


Um comentário:

  1. muito divertido... ficava ancioso para saber o que vem a seguir

    ResponderExcluir