segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Experiencia do meu amigo Yuri

Oiiii!!!!

hj vou postar uma experiencia do meu amigo Yuri espero q gostem. ^^

Quando eu descobri o infantilismo  eu estava eufórico, desesperado para falar sobre isso com alguém... mas estava tao perturbado que eu não conseguia pensar... por três dias eu fiquei nesse estado de euforia... ate que que depois desse tempo quase sem dormir... consegui achar no facebook a Kitty... ela me "salvou" da euforia... 
desde o dia que achei o infantilismo, por acidente...   eu pensava muito sobre falar do infantilismo para  aqueles que eu achava que mereciam saber... os meus dois melhores amigos e os meus pais.
Após pensar, lembrei que contar ao meu pai não daria muito certo, por vários motivos... então sobrou minha mãe, que coloquei um tempo limite para contar e os meus amigos...
bem...
em um dia de novembro, já havia combinado com um amigo para vir aqui em casa,  era um dos meus meus dois melhores amigos... 
ele veio aqui em casa... era final da manhã... então nos ficamos conversando colocamos o papo em dia (não nos víamos a 2 meses)...
então eu mostrei umas fotos que foram feitas de mim... em uma experiencia com bondage... ele me pareceu um pouco chocado, pelo fato de eu ser bem quietinho (as vezes)...
eu cortei a seção de fotos porque as duas ultimas fotos eu estava de bico... e ainda estava matutando sobre o que fazer... tentando agir o mais natural possível.
bem nesse momento era cerca de 12:30 estávamos com fome... e não tinha nada para comer... era para ele ter chego cedo e irmos almoçar na casa da minha tia, mas como ele se atrasou eu disse para minha mãe ir que eu ficaria em casa... esse era o cenário perfeito para mim de qualquer forma... eu acho que não teria outra oportunidade como aquela então era aproveitar ou esperar ate a próxima oportunidade. 
fomos ao mercado, compramos salsicha , pão de cachorro quente, molhos, etc... chegamos em casa fritamos a batata frita que  restava na geladeira...
COZINHANDO
...
LUCAS-       seu chato

YURI-           eu não sou chato, bobo -tom de criança se defendendo-

LUCAS-       hahah... eu não sou bobo -mesmo tom de voz
fritamos cedo de mais... comemos de aperitivo... combinamos que depois do almoço nós iriamos jogar wii nesse momento pensava constantemente em o que eu vou dizer... como ele vai reagir... estava confiante quanto as possibilidades de não dar merda... mas ainda exitante... 

COMENDO
YURI-         cara, eu queria ter três anos de novo... não tem preocupações .. ninguém te cobra nada... pensei em pedir para ser hipnotizado....... PARA SEMPRE 

LUCAS-      haha... isso só teria um problema...  você iria precisa de brinquedos... iria dar trabalho... ia precisar de alguém para cuidar de você... (tom de quem vai continuar)

YURI-       dentre outras coisas...

terminamos de comer os cachorros quente, pegamos sorvete para a sobremesa... enquanto comíamos, eu abri o jogo
SOBREMESA

YURI-         você lembra daquele negocio que eu falei sobre infantilismo e tal?

LUCAS-     sim, mas você só comentou... me explica de novo? -tom de duvida- (provavelmente não lembrava mais)

YURI-         é sobre adultos que usam fraldas, coisas de bebe, etc... alguns gostam de fazer uma regressão outros só usam os itens para bebes, outros gostam de cuidar desses infantilistas... pois é... eu sou um infantilista...!

(silencio um segundo) -meu amigo me mostrava uma expressão calma, enquanto eu parecia que estava para morrer-

YURI-         quando eu tinha uns 12 anos eu tive minha primeira "noite melada" durante um sonho, e no sonho estava de fraldas... desde então, continuei tendo esses sonhos e o resultado era sempre o mesmo... depois de um tempo eu realmente  tive vontade de usar.

LUCAS-     entendo...!

YURI-        bem quase todo infantilista leva "duas vidas"... uma em segredo e outra normal... 

LUCAS-     e você vive duas vidas?

YURI-        hahaha... sim, sim...

...

YURI-            pensa como é conveniente... você esta jogando vídeo game ou alguma coisa no computador, você não precisa parar tudo, ir ao banheiro... 
(ele me olhou meio desconfiado)

...

LUCAS-      Ah cara não é estranho sentir negocio quente no meio das pernas ?? (fiquei surpreso por ele saber disso)

YURI-            hahah... não... não é algo que incomoda 

...

pequeno desespero depois que acabou o momento coragem...
YURI- você poderia não falar sobre isso com ninguém?? nem mesmo com a mãe? 

LUCAS- claro... segredo é segredo... e como eu tenho vários amigos estranhos(realmente tem... são conhecidos meu), não foi a coisa mais esquisita que escutei (estava tão nervoso na hora que nem pensei em que tipo de segredo poderia ir além do infantilismo)

YURI- eu coloquei um tempo limite para contar para ela... mas não sei se terei coragem...


(está faltando pedaços... não consigo lembrar o resto)

...
montamos o wii e passamos o resto da tarde jogando.
e ate hoje não tive oportunidade de reencontra-lo então... não sei nem se ele lembra que contei isso à ele...  


5 comentários:

  1. hahahahahahahaha
    porque so fico com vergonha depois de fazer algo assim

    ResponderExcluir
  2. Nem da nd não ainda estou com vergonha da historia da mamadeira, finge que não e com vc. rsrrs

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. hahhahaha
      ok
      semvergonha da proxima vez

      Excluir
  4. que dahora!!! um dia eu crio coragem! xD
    Adorei!!!

    - Amy Rafaella

    ResponderExcluir