quinta-feira, 7 de março de 2013

Experiência de papai: dando palmadas no bumbum.




Senhoras e senhores, papais e mamães, bebês e afins, hoje contarei um pouco da experiência de dar palmadinhas no bumbum da minha bebê, mas antes uma introduçãozinha falando sobre as palmadas e castigos.

Há sempre aquela repulsão por parte de alguns, quando falamos em dar palmadas no bumbum ou até mesmo outros tipos de castigo em uma criança, até mesmo em um bebê. Os castigos que damos para crianças e bebês, são usados para corrigir uma falha que eles cometeram ou algo que nós mandamos fazer e eles não cumpriram. A famosa desobediência ou teimosia por parte deles acaba nos enfurecendo diversas vezes, pois como somos tirados da nossa posição de "lider da casa", "aquele que dita regras" nos sentimos obrigados a dar uma punição a eles, talvez severa de mais em determinadas ocasiões. As punições ou castigos que damos a eles podem variar, de pai para pai, ou, de mãe para mãe e por isso algumas funcionam, outras não.
As punições mais comuns que conhecemos, são os famosos castigos que damos a nossos filhos ou alguma vez já levamos por parte de nossos pais ou responsáveis como ficar sem assistir tv, ficar sem jogar video game, ficar sem tomar refrigerante, ficar trancado no quarto pra pensar no que fez, entre outros castigos. Também podemos citar as famosas chineladas na perna ou no bumbum, cintadas, sopapos no ouvido, puxões de orelha, apanhar de cipó e as palmadas no bumbum ou nas pernas.
Contando um pouco de minha experiência, hoje tenho uma idade avançada, mas já fui criança um dia e já passei pela maioria destes castigos e/ou punições. Quando era bebê logo aos meus seis meses de vida já levava palmadas no bumbum da minha mamãe, como sempre taxo minha mamãe de nervosa e as vezes ruim por me dar determinados castigos, ela sempre me batia com chinelo ou até mesmo me dava puxões de orelha que ficavam doendo pelo resto do dia inteiro, mas de uma coisa eu posso me orgulhar nunca apanhei de cinta - risos - talvez por isso eu tenha entendido que não devo fazer coisas erradas e nem desobedecer minha mamãe,  hoje em dia não, mas sei que se fosse em outras épocas levaria uma boa de uma surra.
A minha experiência com palmadas não para por aqui não, no auge dos meus 19 anos conheci uma bela menina, toda meiguinha, fofinha, digamos bebê - risos - e a quatro anos estou junto com esta que é minha namorada.
A mais ou menos 3 anos descobri que ela era infantilista, o que me fez entender que eu também era por gostar de determinadas coisas e por também participar do mundo infantilista dela, desde então sempre brincamos e nos tratamos por papai e bebê ou filhinha, mas mesmo assim nunca deixamos de fazer coisas de namorados e "gente adulta". Certa vez estavamos brincando e disse a ela que estava na hora dela nanar - até porque trabalho a noite e preciso dormir a tarde - para que ela não ficasse acordada sem o papai, pra vigiar suas ações e me surpreendi com uma birra, vinda dela me dizendo "não to soninho papai" (sic), mas mesmo assim insisti que precisava nanar pra descançar e a mesma continuou dizendo "bebê não 'qué' nana, bebê 'qué' ficar acordada" (sic) e veio o choro nos olhos dela, demonstrando que não queria fazer aquilo, percebendo sua desobediência resolvi tentar acalmar sua manha com uma bela de umas palmadas no bumbum, no começo bati de leve com medo de que pudesse machucá-la com isso, na hora vi que não resolvi, pois ela começou a fazer mais manha, insinuando choro e na mesma hora disse a ela que parasse de chorar, que os tapas eram apenas por causa da desobediência o papai. Ela continuou com frequência a fazer manha e a desobedecer o papai, com isso fui aumentando as doses de tapas e a força dos tapas pra ver se ela parava, mas isso foi em vão, cada vez que eu dava tapas ela fazia mais e mais manha. Certo dia percebi que a chupeta foi uma boa solução pra manha do sono, quando ela vem com manha que não quer nanar eu coloco a chupeta em sua boca e ai ela fica calminha, recosta sua cabeça em meu peito e nana como uma anjinha.
Ela é muito teimosa e desobediente, não faz nada que eu peço, se está doente não toma remédio, no frio não se cobre e ainda dorme de ventilador ligado e só de camiseta e short, não toma banho cedo, não nana cedo e tudo isso vai acumulando, até que não aguento e como papai pego ela no colo de bundinha pra cima e mando umas ótmas de umas palmadas até que o bumbum dela fique vermelhinho - eu adoro fazer isso - e até que ela entenda que não pode ficar desobedecendo o papai dela que é autoridade máxima e que por "obviedade" tem o poder de dar bronca, palamadas e castigos. Quando eu bato nela ela vem e me diz "papai mal, fica dando palmada em mim" ou "pala papai eu não meleço", ou ainda fica fazendo gracinha pra apanhar dizendo "lelo lelo papai não me pega, vou fazer tudo que eu quelo e papai não vai me pegar", e eu sempre digo a ela "deixa bebê depois eu te pego de jeito e te dou o castigo que você merece".
Pra finalizar ela diz pra mim que sou "spanker" por gostar de dar palmadas nela, principalmente quando ela me desobedece, mas segundo ela eu bato nela sem motivos, mas não é não, tenho todos os motivos pra bater no bumbum dela, primeiro é a desobediência e segundo ainda fica debochando de mim falando que eu não tenho voz ativa pra comandar ela e fazer ela me obedecer.
Bom esta foi um pouco da minha experiência até uma outra vez quem sabe.
Att, Papai.

21 comentários:

  1. Obrigada por compartilhar sua experiencia papai, tomara que vc post mais experiencias suas ^^
    bjus

    ResponderExcluir
  2. XD... desobediencia... ah ah... gostei da forma como voce passa o conteudo... gostaria de conversar com voce

    ResponderExcluir
  3. Papai vc ja post o que queria, agora post algo legal pra sua bebezinha ^^

    ResponderExcluir
  4. vixi essas coisa de palmada nao acho muito bacana nao, e muitas vezes nem e manha, so nao ta afim de fazer ue

    ResponderExcluir
  5. Então, mas para os pais não tem essa de que não está a fim de fazer, tem que fazer e pronto se não leva palmadas e outros tipos de castigos.

    ResponderExcluir
  6. Pra pais é assim " Não importa se não quer fazer, você vai fazer e pronto ". D:

    ResponderExcluir
  7. Pra pais é assim " Não importa se não quer fazer, você vai fazer e pronto ". D:

    ResponderExcluir
  8. Umas chineladas bem dadas faz bem

    ResponderExcluir
  9. queria mto apanhar assim , tipo levar umas palmadas bem dada na bunda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos 2
      Eu amo ler essas coisas
      Eu sou muito teimosa
      E adoro receber uma punição
      E depois meu papaiiii me trata como sua bebê

      Excluir
  10. Eu tenho meu papaiii desse mesmo jeito
    Começamos a brincar e acabou que virou serio
    E ele me trata com autoridade o que me irrita
    Mas amo quando Fasso manhã
    E ele me da umas palmadas que me doem o bumbum
    Eu amoo ele :)

    ResponderExcluir
  11. Eu amo meu papaiiiiiuuuuj
    Mas ele me irrita
    Fica bravo com a sua bebê sempre
    Eu nao sei o que fazer
    Ele também não gosta da minha manha e fica bravo
    E a propósito
    Estamos brigados
    É que papai
    Num quer mais deixar A bebê ligar pra ele
    Porque sempre Fasso birra

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir