terça-feira, 26 de março de 2013

Experiência de papai: A felicidade da bebê


Muitos ficam contente com diversas coisas, desde um sorriso até um feito conseguido por alguém que a pessoa goste muito. A alegria contida no nosso interior é tão grande que acabamos contagiando as outras pessoas com a nossa alegria. Esta alegria é tão evidente que não há como esconder de ninguém que estamos  alegre por determinado motivo.
Hoje vou contar um pouquinho da alegria contagiante da minha bebê, que com apenas um sorriso acaba contagiando o ambiente inteiro onde estamos.
Não sei nem por onde começar, são tantos fatos que acontecem que seria impossível falar sobre tudo que acontece em apenas um post.
Quando nos falamos por telefone ela sempre exprime sua alegria em conversar comigo, com sua voz meiguinha me chamando "papai", ou até mesmo me pedindo "papai colo" quando ela fala desse jeito eu me derreto todo, sem contar que ela fica me dizendo que tá carente com saudade do papai dela, ai eu me derreto mais ainda porque sei que é verdade, pois quando nos encontramos ela vem me abraça forte e diz que estava com saudade do papai dela.
Quando estamos sós fico fazendo carinho a ela e dando colinho como ela sempre pede, mas o que a deixa contente e me deixa contente também é quando dou a "pepeta" pra ela chupar junto com o cheirinho dela, ela fica radiante e muito contente e de quebra me contagia também com sua felicidade.
Às vezes ela faz malcriação e desobedece ai leva umas palmadinhas minhas, mas depois fico pensando que não deveria ter dado determinadas palamdas e fico com peso na consciência (risos), muitas vezes também faço coisas que a bebê detesta ou que não é legal pra ambos ai vejo tristeza em seu olhar até choro verdadeiro escorre em seu rosto, e ai fico triste também com a situação que por diversas vezes foi provocada por mim.
Não sei ao certo o que acontece comigo e com ela, mas somos um casal feliz, pelo menos é o que ela me diz (risos), só sei que fico muito contente com ela e feliz quando ela faz e fala determinadas coisas, me sinto extasiado algumas vezes com determinadas situações que acontecem, como fazer ela dormir em meu colo, acarinhar sua cabecinha até se acalmar, e também dando palmadas em seu bumbum (risos). Sei que ela fica contente quando resolvo tratar ela como bebê por tempo integral, ou seja, dar um dia de baby a ela cuidando dela com mais vontade, dando de mama, brincando, trocando fraldas, entre outras coisas, vejo a felicidade em seu olhar e isso me deixa muito, mas muito feliz.
Finalizando só queria que ela soubesse que eu a amo muito e não há nada neste mundo que vai me fazer mudar minha opinião sobre isso, ela me faz muito feliz, me completa e me deixa todo derretido com seu jeito. Espero que ela goste do que eu escrevi e possa ler isso - tenho quase certeza que ela vai ler isso hoje ainda (risos) - e também deixar aqui meu pedido de desculpas por coisas que não deveria ter feito e acabei fazendo, mesmo sabendo que não seria legal.
Att, Papai.

4 comentários:

  1. Oi papai bigadinha pelo post fofinho, td bem te amooo mto papai ^^

    ResponderExcluir
  2. Muito legal a forma como você se refere a ela! Com extremo carinho!

    Keyser

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir